Experiência Gastronômica em Paris-Parte3, por Mônica Pereira : SaladaCorporativa – Blog sobre gestão de carreira, coaching, empreendedorismo e lazer
A+ | A-

Experiência Gastronômica em Paris-Parte3, por Mônica Pereira

Conquiste sua vaga de Trainee

A sequência de textos “Experiência Gastronômica em Paris” é de autoria de Mônica Pereira.

02/10/2010

Depois da corridinha matinal, o plano era começar o dia no mercado Bio de Batignolles. Uau!!!!!!!! Se no Brasil tivesse uma feira assim….. Comprei várias cosinhas: queijos Bio (não sei quem vai conseguir dar conta de tanto queijo assim…), aceto balsâmico bianco numa barraca italiana, onde também comprei um grana padano (mais queijo!). Depois comprei umas folhas, tomatinhos e figo para uma salada à noite. Dali, fui para casa guardar as coisas e fui direto para a região de Montorgueil, perto de Les Halles. Comecei pela E.Dehilleron, uma loja de tudo que se possa imaginar de utensílios de cozinha. Eu queria levar a loja inteira, mas lembrei que existe uma coisa chamada limite de bagagem, então só levei “metade da loja”, muita coisa. E passei o dia inteiro arrependida, pois tive que carregar esta “metade da loja” o dia todo, à pé.

Bom, deixando este detalhe de lado, dali dei uma passada na A.Simon, mas não achei nada demais. Também vende coisas de cozinha, mas é mais voltada para restaurantes. Depois passei na Bovida, outra loja de utensílios de casa, mais moderninha, onde comprei um zester novo, pois o meu quebrou, e mais livros….

Dali, dei uma passada rápida na G.Detou e comprei minhas já habituais cerejas e cranberries secas para não faltar nunca na minha casa. Esta loja tem tudo que se possa imaginar para pâtisserie, até a maldita pasta de amêndoas, que de tanto procurar no Brasil, acabei aprendendo a fazer. Agora não preciso mais da G.Detou para isso. Além disso, encontra-se todo tipo de chocolate, frutas secas, salsichas, etc,etc.

Bom, agora é hora de subir a Montorgueil. Detalhe: ainda não tinha comido nada e já eram 12 hs. Passei numa boulangerie e comprei um pãozinho de passas. Subi a rua passando por:

- L’Atelier Du Chocolat – uma perdição…, vale muito a pena. Eles dão amostras dos chocolates, assim vc nem precisa comprar tudo. Só compra o que gostar. O difícil é decidir o que levar.

- Stohrer Boulangerie – não precisa nem falar….

- Naturalia – um mercado Bio que só vende produtos orgânicos (achei minha farinha de glúten!!!). Segundo meu professor de boulangerie, é o melhor lugar para comprar farinhas francesas para fazer o verdadeiro pão tradicional francês.

- La Fermette, considerada a melhor fromagerie de Paris, segundo alguns críticos (acredite, tive que comprar mais queijos!!!). Foi lá que da última vez que estive em Paris comprei um gorgonzola maravilhoso. E agora comprei de novo.

- Le Pain Quotidien – uma cadeia belga, mas com produtos muito bons. Foi aqui que almocei uma sopinha de abobrinha acompanhada de salada de chèvre chaud.

- Maison Kayser – Esta eu já tinha passado ontem na Rue Monge, mas sempre vale a pena dar uma olhadinha e babar….

Dali, continuei subindo para encontrar um mercadinho chamado Bio Coop, pois eu sabia que lá encontraria xarope de malte. Longe, mas valeu a pena.

Saindo desta região, peguei o metrô em direção à Notre Dame de Lorette (região próxima à Sacre Coeur) e foi ótimo. Subi a Rue dês Martyrs pois queria ir a um lugar chamado Rose Bakery e descobri que esta rua é bem legal, com muita loja de comida boa. No caminho encontrei uma lojinha da Jeff de Bruges e comprei alguns chocolatinhos para minha degustação. Na Rose Bakery não tinha mais nada…já estavam fechando, mas consegui comprar um crumble de tâmaras, pedi um pedacinho bem pequeno, estava divino!

Voltei correndo para casa para deixar as coisas e fui pro Caroussel Du Louvre para passar na Apple Store, mas estavam sem o IPhone 4. De lá fui pra Lafayette de novo para comprar os presentes de Dia das Crianças que havia prometido para Vini e Sofia.

Na volta pra casa dei uma passadinha na Ladurée e comprei um Macaron para depois do jantar-salada.

Mônica Pereira

Print Friendly
Facebook Twitter Plusone Linkedin Email
Comentar

*

TV Salada

Marcelo Reis, do Instituto Imprendere: "Até que enfim é segunda-feira"

Marcelo Reis, do Instituto Imprendere:

Acesse a TV Salada no YouTube: Entrevistas, Eventos e Dicas de Lazer como você nunca viu!