intercellar el mariachi webhosting click best free apps scooby doo casinos mycashbot review Ellinikes Seires
Recompensa Total : SaladaCorporativa – Blog sobre gestão de carreira, coaching, empreendedorismo e lazer
A+ | A-

Recompensa Total

Conquiste sua vaga de Trainee

Nessa série sobre remuneração, abordei no primeiro post a construção de uma Filosofia de Remuneração, nesse segundo post da série escrevo sobre o conceito de Recompensa Total.

Quando pensamos em recompensa no mundo corporativo, a primeira coisa que vem a nossa cabeça é remuneração, dinheiro e, geralmente, nessa ordem: salario, bônus e benefícios.

Gosto de um conceito que tive a oportunidade de implantar em mais de uma empresa, ainda na década de 90, e que chamei de Recompensa Total. Nessa abordagem, o pacote de remuneração é apresentado como um dos fatores de recompensa que recebemos em uma relação de trabalho, um dos fatores que funciona como atrativo ou como retenção em uma empresa.

Lógico que ele é importante e necessário, não há discordâncias nesse ponto! Mas o que proponho com a adoção do conceito de Recompensa Total é a expansão do entendimento sobre o que é recompensa e a ampliação da sua visão sobre os outros fatores utilizados para recompensar seu trabalho, além do financeiro, pela sua empresa atual ou por aquela para que pretende mudar.

Recompensa Total abrange, então, as Oportunidades de Desenvolvimento, o Ambiente de Trabalho e o pacote de Remuneração. Apresento um exemplo do que, na minha opinião, pode compor um pacote de Recompensa Total. Você pode adicionar, retirar ou revisar a nomenclatura utilizada, o importante, é que construa um pacote completo com os fatores que você identifica na empresa atual ou em uma proposta que receba.

Oportunidades de Desenvolvimento Ambiente de Trabalho

Remuneração

  • Desafios do Cargo
  • Treinamento on the job
  • Treinamento Formal
  • Apoio ao auto-desenvolvimento
  • Oportunidades de Carreira
  • Feedback
  • Cultura Organizacional
  • Modelo de Gestão
  • Perfil da Liderança
  • Ética
  • Sustentabilidade
  • Ambiente Desafiador
  • Segmento  de Negócio
  • Produtos / Serviços Comercializados
  • Salário Base
  • Benefícios
  • Variável de Vendas
  • Bônus
  • PLR
  • Incentivos de Longo Prazo

A concessão equilibrada dos três componentes seria o mundo ideal em uma relação de trabalho (fig. A). Mas é óbvio que na vida real o ideal nem sempre está presente e esse pacote pode ser constituído pelas empresas de inúmeras formas, dando mais ou menos ênfase em um ou outro componente (fig. B), nos obrigando a fazer escolhas. Então, o segredo é identificar e avaliar, de acordo com os seus objetivos de carreira e de vida, quais itens desse pacote são primordiais para você, quais são os itens que você não abre mão! Não existe certo ou errado, pacote melhor ou pior, existe aquele que VOCÊ percebe como o mais atrativo.

Recompensa Total - Equilíbrio

fig. A: Recompensa Total

Recompensa Total - Diferentes Composições de Pacote

fig. B: Recompensa Total - Diferentes Composições de Pacote

Avaliar uma proposta focando em um único fator, é uma visão de muito curto prazo que pode trazer surpresas desagradáveis na relação de trabalho que se está iniciando. Fazer comparações com algum colega no mercado é um risco, talvez ele receba um salário maior do que o seu, mas que outros componentes você desfruta em maior ou melhor situação?

Como funcionário ou candidato, você deve saber o que te motiva como profissional e como indivíduo e, assim, reconhecer e optar por escolhas e caminhos que o levem mais próximo, possível, desses objetivos.

No próximo post da série, escreverei sobre Comparação com o Mercado. Não perca!

Print Friendly
Facebook Twitter Plusone Linkedin Email
Comentários
to “Recompensa Total”
  1. Claudia adorei o post (mais uma vez!), mais que nunca vejo na prática o quanto é importante, principalmente considerando essa nova dinamica de globalização e comportamento humano, considerarmos um conceito de recompensa expandido e não apenas o tangivel.
    Mas como sempre, isto me desperta um ponto a algum tempo, que infelizmente a falta de tempo disponivel nao me permite aprofundar….vamos lá: concordo plenamente com a concessão equilibrada dos componentes, mas estou querendo “desenvolver” um modelo onde possamos quantificar estas 3 dimensões baseadas na cultura de cada empresa, ou seja, como marketing precifica o peso do comportamento do consumidor no desenvolvimento de produtos pq não podemos fazer isto com nossos funcionários e criar um modelo de regressão onde a cada nível salarial tenhamos um mix de interesse baseado na cultura da organização?! Tangivel!
    Bem a idéia é essa… se alguem topar buscar meios eu to mais que dentro! rs
    Bjs e Obrigada mais uma vez pelo conhecimento compartilhado e incentivo!
    Mtos Bjs e saudades!

    • Claudia Klein disse:

      Ola Raquel,
      Que bom que concorda com uma abordagem expandida sobre Recompensa. Adoro ouvir suas milhares de idéias sobre esse tema e sobre todos os outros. É fascinante sua capacidade de “sonhar” e, na sequência, realizar esse sonho. Show!
      Acho que voce devia montar um grupo com Antonio (O Salada te ajuda na conexão) e Roger, assim, voces poderiam desenvolver uma nova abaordagem para os velhos problemas da área.
      Pense nisso!
      Obrigada pela contribuição.
      saudades, Claudia Klein

  2. Roger Soyat disse:

    Oi Claudia, excelente post! Fico feliz que esteja
    escrevendo sobre Remuneração, já estava com saudades! Tenho
    dedicado uma parte do meu tempo estudando Recompensa Total (RT) na
    perspectiva das empresas e, de fato, vejo 3 grandes desafios: -
    Conhecer a cultura organizacional para saber quais os pontos fortes
    que podem ser “ofertados”; – Comunicar bem, sem vender ilusões e -
    Conhecer o público alvo para compreender quais as componentes do
    pacote são realmente valorizadas. Também é fundamental ter em mente
    se o posicionamento do conceito de RT visa atração, retenção e/ou
    engajamento. Para cada um desses “momentos”, a percepção de valor
    sobre cada componente do pacote pode ser distinta. Grande beijo e
    um excelente 2011!!

    • Claudia Klein disse:

      Ola Roger,
      Pois é, resolvi voltar no tempo e resgatar alguns conhecimentos. Legal fazer esse “contato” com um tema que ha muito não me envolvia diretamente.
      Obrigada por compartilhar a visão da empresa, na construção e manutenção desse conceito. Excelente contribuiçao!
      Apresentei no meu post a visão do funcionário, o que ele deve buscar compreender e enxergar de forma mais ampla, você trouxe algumas das questões que uma empresa deve observar para constuir um pacote de Recompensa Total que seja percebido, por candidatos e funcionários, como fator de atração e retenção.
      Belo desafio, certo?
      Obrigada!!
      bjs e Feliz 2011!
      Claudia Klein

  3. Roberta Yoshimura disse:

    Claudia, Adorei! Você está de parabéns por esta série e
    pelo blog!!! Eu costumo dizer que aprendo todos os dias, sobre vida
    e trabalho, mas que minha “Escola de Remuneração” foram você e
    Silvana… Agradeço pela amizade, pela troca e oportunidades de
    aprendizado. Conte comigo para contribuir no que puder! Com
    carinho, Roberta.

    • Claudia Klein disse:

      Obrigada Roberta! Você sempre nos acompanhando!
      Que bom que voce gostou do post, a opiniao de quem entende e trabalha com o tema é mais do que um reconhecimento para nós.
      Posso dizer, sem sombra de dúvidas, que eu é que aprendo com vocês, sempre, todos os dias!
      Bjs
      Claudia Klein

  4. Daniel Batalha disse:

    Oi Claudia! Tudo bem? Não sei se voce lembra, mas fomos
    apresentados num evento de RH na Infoglobo. Com relação ao artigo,
    achei super interessante sua colocação sobre o equilíbrio entre os
    3 componentes da Recompensa total, porém o que me chamou mais
    atenção é que a maioria das empresas, não classifica as ações de
    desenvolvimento como parte do pacote de remuneração. Na minha
    opinião, as áreas de remuneração e desenvolvimento de pessoas,
    deveriam buscar um maior alinhamento e criar formas de
    “capitalizar” esse dinheiro investido. um abraço. Daniel

    • Claudia Klein disse:

      Ola Daniel, logico que lembro.
      Acredito sim que possa haver maior integração entre as áreas de desenvolvimento e remuneração para apresentar seus produtos e serviços, juntos, como parte do conceito de Recompensa Total.
      Trabalhei com o Extrato de Recompensa Total, em um mesmo documento enviado a cada colaborador, apresentava seu pacote de remuneração quantificado e o investimento em desenvolvimento tb quantificado.
      A ideia era dar a visão do investimento total que determinado colacorador recebeu, mas ha uma significativa parte desse conceito de Recompensa Total que não é possível ser quantificada e, portanto, a percepção positiva e de integração só vem se houver comunicaçao sistemática e parceria entre as áreas.
      Espero que possa acompanhar os outros posts da série.
      Obrigada!
      Claudia Klein

      • Antonio Linhares disse:

        Claudia,

        Lendo o seu post fico cada vez mais animado em te enviar um post sobre o artigo que escrevi para o Congresso da ANPAD e que fala sobre a melhor estratégia de remuneração para determinada cultura organizacional. Acho que terá um link super legal com o tema Remuneração Total. Pelo que vi do comentário da Raquel Celano, ela vai gostar de ler o artigo.

        Parabéns pela iniciativa e vamos marcar nosso encontro sobre o tema Remuneração.

        Super abraço !

        Antonio Linhares

  5. Marcela Figueira Barboza Costa disse:

    Claudia,
    Que saudade!!! Você não sabe como fico feliz de rever esses conceitos que tanto fizeram parte da minha vida na Towers com o Gabor e na Claro com você e com a Sil!! Nunca me esqueço que assim que entrei na Claro (na época ATL) minha primeira responsabilidade foi atualizar o site de remuneração com os conceitos da Recompensa Total. Muito bom!!! Aprendi muito!!!
    Adorei o post e o site. Parabéns!!! Vou indicá-lo para várias pessoas :-)
    Bjs Marcela

Trackbacks
Veja o que os outros estão falando...
  1. [...] This post was mentioned on Twitter by Salada
    Corporativa. Salada Corporativa said: Recompensa Total: Não existe
    certo ou errado, pacote melhor ou pior, existe aquele que VOCÊ
    percebe como mais atrativo. http://bit.ly/fvNUqX [...]

  2. [...] muitas as variáveis envolvidas na questão Recompensa Total (leia mais sobre esse tema no post Recompensa Total publicado aqui no Salada) e que não é possível assegurar que a conclusão de um MBA  ou uma [...]

  3. [...] da construção de uma Filosofia de Remuneração. Claudia apresentou, também, o conceito de Recompensa Total que implantou em algumas das empresas em que trabalhou e aproveitou a palestra para gerar uma [...]



Comentar

*

TV Salada

José Ricardo Amaro, do Grupo ABC, fala sobre retenção e atração de talentos na Publicidade

José Ricardo Amaro, do Grupo ABC, fala sobre retenção e atração de talentos na Publicidade

Acesse a TV Salada no YouTube: Entrevistas, Eventos e Dicas de Lazer como você nunca viu!