Da mente para o papel e do papel para a realidade : SaladaCorporativa – Serviços de coaching, aconselhamento e transição de carreira.
A+ | A-

Da mente para o papel e do papel para a realidade

Imagem: Boston University

Imagem: Boston University

É cada vez maior o número de projetos inovadores que vêm recebendo investimento e trazendo retorno rápido para sonhadores que conseguem emplacar uma ideia. Entretanto, nada acontece num passe de mágica. É preciso muito estudo, planejamento e disciplina para fazer dar certo. Não dá para simplesmente ter uma ideia legal e achar que todos vão querer comprá-la. Mas afinal, como fazer isso? Confira as dicas a seguir.

Apresente uma solução. Você pode ter a ideia mais mirabolante do mundo, mas isso de pouco adiantará se ela não resolver um problema que as pessoas tenham. No Vale do Silício, onde estão sediadas empresas como Google e Facebook, é comum ouvir gente perguntando se determinado projeto é uma vitamina ou um remédio. Mas o que isso tem a ver com empreendedorismo? É simples! Vitaminas são excelentes para a saúde, mas dificilmente você irá à farmácia para comprá-las. Já quando fica doente, corre para conseguir um remédio. E aí, a sua ideia é uma vitamina ou um remédio? Como você pode convencer os investidores e o público de que ela deve ser comprada?

Estude, pesquise, conheça. Teve uma ideia? Ótimo! Mas o que você sabe sobre o mercado ao qual ela pertence, o público a que se destina, a demanda existente…? Além de conhecer muito bem a ideia que teve, cada aspecto dela, você precisa estar familiarizado com a dinâmica mercadológica para saber como, onde, quando, para quem e por que vai lançá-la. Cada detalhe, por menos que seja, pode fazer toda a diferença e ser determinante na hora de chegar ao topo ou ao fundo do poço.

Planeje tudo. Como a ideia vai funcionar? Qual será o preço dela? Quanto precisará investir? Quanto vai lucrar? É preciso ter respostas concretas e objetivas para dar a possíveis investidores. Ah, vai fazer sem contar com a ajuda de ninguém? Tudo bem, mas ainda assim você deve estar ciente dessas respostas e saber como conquistar o público. Trace um planejamento ricamente detalhado, degrau por degrau, e tenha planos alternativos para o caso de algo dar errado. Sim, planeje também o fracasso. Visualize o que poderia dar errado e diminua ao máximo os riscos. Quanto mais completo e abrangente for o planejamento, melhor, pois você saberá o que fazer em cada etapa do caminho.

Faça testes. Ao entrar no mar, geralmente sentimos primeiro a temperatura da água e só depois entramos de uma vez. Nos negócios não é diferente. Antes de mergulhar de cabeça, experimente. Monte um protótipo, veja como o projeto será recebido, teste com um grupo pequeno de pessoas. Da mesma forma que redes sociais costumam lançar versões beta de suas modificações, restritas a poucos usuários, você pode ter uma versão beta para a sua ideia. É a hora para fazer os ajustes necessários.

Construa um networking poderoso. Um edifício forte é erguido por arquitetos, engenheiros, mestres de obra e pedreiros competentes. Para sua ideia ser erguida com qualidade e não balançar com o vento, rodeie-se de pessoas que possam facilitar a implementação dela. Saiba quem é cada uma, como ela pode ajudar, o poder de decisão que tem. Ser apresentado é uma estratégia muito funcional, uma vez que a receptividade é muito maior quando há um intermediário que quando você chega e estabelece o primeiro contato sem prévio conhecimento. Busque ser rápido, objetivo e deixar aquele gostinho de quero mais. Isso aumenta as chances dessas pessoas desejarem conversar com mais calma e detalhes.

Consulte gente experiente. Muito dificilmente a sua ideia será pioneira. Todo mundo já fez tudo. Busque aprender com quem já fez o que você está propondo, conheça as facilidades, obstáculos, o que você pode fazer para se diferenciar e apresentar o projeto de uma forma inovadora, que se destaque das demais. Reúna todas as informações que puder, pois o ditado “conhecimento é poder” não surgiu à toa.

E aí, qual é o seu projeto?

Print Friendly
Facebook Twitter Plusone Linkedin Email
Comentários
to “Da mente para o papel e do papel para a realidade”
Trackbacks
Veja o que os outros estão falando...
  1. […] é a pior das derrotas, pois vem de dentro. Por que você duvidaria da sua própria capacidade? Empreender é, também, cultivar um certo nível de teimosia. Fracassou? Tente outra […]

  2. […] a coragem e determinação necessária para estudar e desenvolver suas ideias e estruturar um plano de negócios para criar sua marca, deixar sua contribuição para o […]



Comentar

*

TV Salada

No items
whatsapp for pc free xbox live codes free psn codes horoskopi ditor elliptical machine igrice